Encontro multidisciplinar sobre zumbido acontece na UFPB

Imagine ter que conviver diariamente com um barulho no ouvido semelhante ao de uma panela de pressão, uma sirene, um chiado ou o som de cigarra. Esta é a sensação de quem sofre com o zumbido, ou seja, cerca de 250 milhões de pessoas no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, esse número chega a 28 milhões de pessoas. O zumbido é a percepção de um som na orelha ou na cabeça sem que haja uma fonte sonora externa. Este mês, a campanha Novembro Laranja destaca a importância de diagnosticar e tratar o sintoma de forma eficiente.

Nesta sexta-feira (17/11), a partir das 8h, no Auditório do CCS Prof. Humberto Nóbrega da Universidade Federal da Paraíba, acontece o II Encontro Multidisciplinar sobre Zumbido, realizado pelo Grupo de Estudos e Pesquisa em Audiologia, Equilíbrio e Zumbido da UFPB. No evento, um grupo multidisciplinar de profissionais da saúde falam sobre o zumbido, suas consequências no dia a dia dos pacientes e as formas de tratamento.

Na ocasião, a fonoaudióloga palestrante Nathália Lins, da Menthel Aparelhos Auditivos, fala sobre umas das mais modernas tecnologias aplicadas no tratamento do zumbido, a terapia Noch, realizada exclusivamente pela Menthel no Nordeste do Brasil. Baseada em estudos da Universidade de Oregon e do Laboratório de Pesquisa de Audição de Kresge, a Notch Therapy, ao contrário da tradicional, programa o aparelho auditivo para produzir uma frequência idêntica à do zumbido, realçando os sons exteriores. “O uso da estimulação sonora cria e fortalece sinapses neurais fazendo com que haja conforto e habituação do zumbido. Além de aumentar a competição sonora, assim o cérebro não recebe mais o som externo na mesma frequência e é estimulado a não perceber o zumbido. E, consequentemente, o paciente passa a ouvir menos o ruído”, explica a fonoaudióloga.

Além da palestra, a empresa realizará a doação de 10 pares de aparelhos auditivos que serão entregues a pacientes com o sintoma. Eles serão submetidos à realização de uma pesquisa, durante 12 meses, para acompanhamento, avaliação e geração de protocolo do tratamento no zumbido.

Sobre Iúri Moreira 435 Artigos
Jornalista, músico, fotógrafo, marido de Isabela, pai de Arthur, fã dos Beatles e do Iron Maiden. Geek e cinéfilo, também é viciado em seriados e games. Nas horas vagas, pode ser encontrado gravando no homestudio, mexendo na moto, cozinhando ou desmontando algum equipamento eletrônico.