SISTEMA INTELIGENTE DE TRANSPORTE EM PESQUISA NO CIn-UFPE

A necessidade por um sistema que melhor integrasse o transporte da cidade inspirou o tema de uma dissertação de mestrado no CIn-UFPE. O trabalho, desenvolvido pelo aluno Diocleciano Dantas e orientado pelo professor do Centro Daniel Cunha, teve como objetivo investigar o impacto que um sistema inteligente de transporte, que monitora o tráfego de veículos em tempo real, traria no auxílio à mobilidade urbana em um dos principais corredores viários da cidade do Recife. A pesquisa teve apoio da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de PE (FACEPE) através de bolsa de pesquisa.
Na solução proposta, o monitoramento é feito através de comunicação entre veículos, ou ainda entre os veículos e uma infraestrutura de rede, para detectar a formação de congestionamentos de maneira colaborativa. Quando ocorre algum acidente ou formação de congestionamentos, o sistema alerta os motoristas da área para seguirem novas rotas com menor fluxo de veículos.
A solução desenvolvida foca no tráfego na área da Avenida Governador Agamenon Magalhães. A avenida foi definida como objeto por suas especificidades no trânsito local: “Ela é parte integrante do corredor Norte-Sul. Foi escolhida por ter um dos maiores fluxos na Região Metropolitana do Recife e por seu papel vital na mobilidade do Recife”, comentou Diocleciano.
Testes do sistema
Para testar o impacto de implantação do sistema, os pesquisadores utilizaram dados do trânsito da área, disponibilizados no site da Prefeitura do Recife. Uma região com 25 km² da área central da cidade foi modelada em simulações computacionais.
Os pesquisadores testaram três cenários distintos com diferentes tecnologias de comunicação para atualizar os condutores sobre as condições do trânsito: comunicação entre veículos (V2V) utilizando o padrão WAVE; comunicação veículo com infraestrutura (V2I) com estações retransmissoras em pontos estratégicos, e um terceiro cenário com arquitetura híbrida, com comunicação V2V e também com a rede de telefonia celular (4G), fazendo o papel da infraestrutura de rede.
Os resultados da dissertação de Mestrado, intitulada “Uma Análise da Implantação de Sistemas Inteligentes de Transporte na Região Metropolitana do Recife: Enfoque em Arquitetura de Redes Veiculares”, foram apresentados no dia 15 de setembro no CIn-UFPE. De acordo com as simulações realizadas, a solução proposta foi capaz de reduzir em até 48% o tempo médio desperdiçado no congestionamento, considerando um acidente simulado na Av. Agamenon Magalhães nas mediações da Praça do Derby. Em contrapartida, foi obtido um aumento de, no máximo, 8,8% na distância média percorrida. Para a realização das simulações, um fluxo com 3500 veículos no sentido Recife-Olinda foi considerado e distribuído uniformemente durante o intervalo das 17h às 18h.
Para que um sistema dessa natureza funcione nas ruas da cidade, segundo os pesquisadores, ainda é preciso passar por outras etapas. “Para a implementação do sistema proposto, são necessários estudos complementares e esforços conjuntos entre a academia e o poder público”, comentou o docente. Com a futura implantação do Laboratório Multiusuário de Inovação Tecnológica em Comunicações de Próxima Geração e Eficiência Energética (LICGEE) da UFPE, financiado pela FINEP, há expectativas de que testes de campo em menor escala possam ser realizados no próprio campus da Universidade, para avaliar o impacto do sistema.
Sobre Iúri Moreira 339 Artigos
Jornalista, músico, fotógrafo, marido de Isabela, pai de Arthur, fã dos Beatles e do Iron Maiden. Geek e cinéfilo, também é viciado em seriados e games. Nas horas vagas, pode ser encontrado gravando no homestudio, mexendo na moto, cozinhando ou desmontando algum equipamento eletrônico.