CESAR School vai oferecer graduação em Design e Computação

CESAR School

Durante coletiva de Imprensa realizada na sede do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CESAR), o superintendente Sergio Cavalcanti e o executivo-chefe do CESAR School, Felipe Furtado, anunciaram os dois primeiros cursos de graduação da instituição, já autorizados pelo MEC. Os cursos superiores em Design e Ciência da Computação juntam-se aos mestrados, especializações, cursos de extensão e online oferecidos pelo Centro, iniciando as aulas em 19 de fevereiro 2018 com turmas de 32 alunos em duas entradas e mensalidades de R$ 2,2 mil – com desconto de 30% na primeiras turmas (R$ 1,5 mil).

Oitocentos alunos se inscreveram e estão participando do processo seletivo próprio, que só deve utilizar o resultado do Enem como critério de desempate. As graduações serão baseadas em propostas e abordagens bem diferentes do que é visto em outras instituições. Já a partir do segundo ano, os alunos terão experiência de trabalho com parceiros reais do Centro, resolvendo problemas reais.

CESAR
Felipe Furtado (E) e Sergio Cavalcanti

“Decidimos oferecer graduações para formar profissionais inovadores que tenham uma visão empreendedora de negócios digitais e sejam capazes de fomentar e executar projetos que tragam mudanças relevantes para a sociedade”, esclareceu Sergio Cavalcante.  A ideia é fomentar a formação profissional para atender às demandas de mercado e, para isto, é necessário um projeto pedagógico e infraestruturas específicas. O contato com o “mundo real” é facilitado, uma vez que o CESAR conta com um diferencial com relação a outras instituições de ensino: faz parte do Porto Digital – um dos principais parques tecnológicos e ambientes de inovação do Brasil, composto por mais de 200 empresas. Desta forma, o CESAR está conectado a centenas de outras entidades em todo o mundo, o que possibilita aproximar os alunos tanto as demandas reais quanto as necessidades de desenvolvimento de competências e habilidades exigidas pelo mercado.

“Nossos alunos terão uma formação focada nos interesses do mercado, tanto no que se refere ao ponto de vista técnico, quanto também às habilidades intra e interpessoais, como protagonismo, liderança, teamwork e auto-empreendedorismo. Vamos seguir a metodologia PBL – Aprendizagem Baseado em Problemas, uma proposta educacional empreendedora e inovadora, já que nosso foco é preparar os alunos para viver o mercado. Logo na primeira semana de aula os calouros não ficarão em sala. Serão levados para conhecer os problemas reais da sociedade: vão visitar hospitais, estações de metrô e de ônibus, vão caminhar pelas ruas e verão as necessidades da população. Os estudos serão em cima dessas vivências”, explicou Felipe Furtado.

PROCESSO SELETIVO – Cerca de 800 candidatos já realizaram provas de Raciocínio Lógico e Redação, com objetivo de identificar os níveis em relação às competências relacionadas a dissertar, resumir, informar e/ou comentar a respeito de um tema, bem como a habilidade de raciocínio lógico. A próxima etapa será o Desafio CESAR, uma espécie de hackaton que busca identificar as habilidades dos candidatos quanto a resolução de problemas, criatividade, engajamento, trabalho em equipe e liderança.

Além dos desafios, será aplicada uma autoavaliação por meio de um formulário online para se obter a percepção dos candidatos quanto as mesma habilidades  observadas no hackaton. Os candidatos serão ainda convidados a conhecer a estrutura do CESAR, os projetos, as salas de aula e a metodologia dos cursos. Os aprovados no Desafio passam para a última etapa, uma entrevista para identificar características pessoais ligadas às competências de liderança, inovação e empreendedorismo do candidato. A lista dos aprovados será divulgada por e-mail.

“A ideia de fazer um processo seletivo em etapas e focado em habilidades e competências é desconstruir a ideia de vestibular’, uma vez que queremos selecionar o aluno que está preparado para ir além de tirar notas boas. Estamos buscando estudantes com mentes inquietas, que precisam estar preparados não só fazer uma prova, mas para serem propositivos e criativos”, avisou Furtado.

Os professores da CESAR School são, em sua maioria, prata da casa. Colaboradores do Centro, profissionais que estão no mercado, lidando com problemas e situações reais. No entanto, são portadores de títulos como mestrado, doutorado e PhD nas disciplinas aplicadas, com larga experiência profissional e em projetos de pesquisa.

Sobre Iúri Moreira 514 Artigos
Jornalista, músico, fotógrafo, marido de Isabela, pai de Arthur, fã dos Beatles e do Iron Maiden. Geek e cinéfilo, também é viciado em seriados e games. Nas horas vagas, pode ser encontrado gravando no homestudio, mexendo na moto, cozinhando ou desmontando algum equipamento eletrônico.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*