Projeto CITinova investe na recuperação do Rio Capibaribe

Capibaribe

Nesta quarta-feira (27), o Núcleo de Gestão do Porto Digital (NGPD) e a Agência Recife para Inovação e Estratégia (ARIES) irão apresentar os dois trechos do Rio Capibaribe que serão impactados pelas ações do projeto CITinova. A iniciativa é realizada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Comunicação e Inovação (MCTIC), com financiamento do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, na sigla em inglês), e participação de vários parceiros co-executores tanto a nível local quanto nacional.

No Parque do Caiara e no Canal do Cavouco será realizada a urbanização de acordo com as diretrizes do Projeto Parque Capibaribe. Também será implementado no local um Jardim Filtrante e um dos pontos de embarque do Barco Solar. Na margem oposta do rio, ao final da rua Oliveira Góes, haverá o outro trecho da urbanização e ponto de embarque do barco solar.

Com abrangência nacional e atividades específicas em Recife e Brasília, o projeto CITinova tem como objetivos principais desenvolver e incentivar soluções tecnológicas inovadoras e planejamentos urbanos integrados para apoiar gestores públicos na promoção de cidades mais sustentáveis e redução de emissão de gases de efeito estufa no Brasil.

Com duração de quatro anos, o projeto é dividido em três grandes frentes de ação. Investimentos em infraestruturas urbanas com tecnologias inovadoras para enfrentar desafios históricos da população e da gestão pública nas áreas de água, resíduos, energia, mudanças climáticas e mobilidade, em Recife e Brasília. A segunda frente é o Planejamento Urbano Integrado para gestores públicos com produção de conhecimento e de ferramentas colaborativas para aprimorar a coleta, a organização, o arquivamento e o monitoramento de dados sobre meio ambiente.

A terceira frente, a ser lançada em setembro, será um ambiente web que inclui a Plataforma do Conhecimento Cidades Sustentáveis e o Observatório de Inovação em Cidades, nos quais serão disponibilizadas tecnologias, tipologias e soluções inovadoras em urbanização sustentável para gestores públicos municipais.

A implantação de todas as ações ocorre simultaneamente e envolve, além da Aries/NGPD, os parceiros: ONU Meio Ambiente; Secretaria do Meio Ambiente (SEMA), do Distrito Federal, e Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), em Brasília; e Programa Cidades Sustentáveis (PCS), em São Paulo.

Sobre Iúri Moreira 649 Artigos
Jornalista, músico, fotógrafo, marido de Isabela, pai de Arthur, fã dos Beatles e do Iron Maiden. Geek e cinéfilo, também é viciado em seriados e games. Nas horas vagas, pode ser encontrado gravando no homestudio, mexendo na moto, cozinhando ou desmontando algum equipamento eletrônico.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*