Testamos a Sprocket, impressora de bolso para smartphones da HP

Sprocket

Lembra da Polaroid? Pois a HP Sprocket 100 parte do mesmo princípio: trata-se de uma impressora fotográfica de bolso, mas não para fins profissionais. Você tira fotos com seu telefone – Android 4.4 ou posterior e iOS 8 ou posterior – e manda para o gadget, que realiza a impressão em aproximadamente um minuto em papel adesivo e resistente a água. Vale a pena?

Sendo realista, a Sprocket é divertida, mas não muito mais do que isso. Se você quer impressões fotográficas profissionais, o melhor é passar numa gráfica ou quiosque de impressão. O que a Sprocket produz são pequenas e divertidas impressões de 50mm por 76mm (duas por três polegadas), que podem ser interessantes para compor um quadro ou decorar capas de cadernos. Por isso, provavelmente tenha um apelo maior para o público infanto-juvenil.

A impressora pesa cerca de 170g, cabe no bolso e utiliza papel fotográfico Zink, que significa “zero tinta”. É um papel térmico multicamadas, com os pigmentos amarelo, magenta e ciano ativados por pulsos de calor. Coincidência ou não, esta tecnologia foi desenvolvida pela Polaroid.

Sprocket
Spocket cabe na palma da mão

Para utilizar a Sprocket, é necessário baixar gratuitamente e instalar um aplicativo no celular, que se conecta à impressora via bluetooth e informa situação da bateria e status de impressão, além de funcionar como editor de imagens. Todas as fotos do seu dispositivo vão aparecer no aplicativo, e você ainda pode autorizá-lo a sincronizar suas contas do Facebook, Instagram e Google para acessar as imagens diretamente no aplicativo.

As ferramentas de edição permitem adicionar quadros, filtros, texto, rabiscos ou stickers nas fotos. A orientação é ajustada automaticamente para utilizar o tamanho completo da impressão e você ainda pode girar a foto manualmente de qualquer maneira, utilizando gestos pinch-zoom-rotate com dois dedos. Existe também uma opção para desligar a impressora automaticamente para economizar bateria. A bateria permite imprimir cerca de 15 fotos, mas é preciso esperar o aparelho esfriar a cada quatro ou cinco tarefas.

A impressora suporta fotos JPG, GIF, BMP e PNG, e ainda TIFF quando usado com o aplicativo no iOS. A resolução é de 313 por 400 pontos por polegada. Por isso, vez ou outra as cores se sobrepõem, em vez de ficarem bem definidas. Esta característica fica clara ao comparar o resultado da impressão com a mesma foto “de verdade”.

O papel é colocado abrindo a tampa superior, dez folhas de cada vez. Uma folha azul de papelão com um código de barras de duas vias vem no pacote e deve ser colocado na bandeja para ser lido pela impressora, que identifica o papel. Além disso, ele é usado para limpar a Sprocket antes da primeira impressão de cada pacote de dez folhas.

Na loja online da HP, a Sprocket está anunciada por R$ 749,90, mas uma rápida pesquisa encontrou preços partindo dos R$ 600,00. Já o pacote com 20 folhas de papel Zink custa R$ 49,90 na loja da fabricante.

Leia também:

Review: Samsung J5 Prime

Confira o teste do novo SUV Peugeot 3008

Review: Fifa 18

 

 

Sobre Iúri Moreira 514 Artigos
Jornalista, músico, fotógrafo, marido de Isabela, pai de Arthur, fã dos Beatles e do Iron Maiden. Geek e cinéfilo, também é viciado em seriados e games. Nas horas vagas, pode ser encontrado gravando no homestudio, mexendo na moto, cozinhando ou desmontando algum equipamento eletrônico.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*